Um dia difícil

Hello Hello pessoas lindas, tudo bem com vocês?

Hoje venho contar um pouquinho do dia de ontem. Não foi um dia nada fácil, foi daqueles dias que so apetecia rir para não chorar.

Bom, como ja devem saber eu tenho um menino de 15 meses e há dias que são mesmo complicados.

Pra começar nesse mês de dezembro eu so tenho uma folga por semana e na maioria das vezes faço mais que 8 horas por dia, e quando saio do trabalho ainda tenho muito trabalho até o Martim dormir.

1437755766252

Ontem o despertador tocou pela última vez as 7:30 ( sim, tenho 3 alarmes e só me levanto no último) e acordei o Martim com muito jeitinho. Ele não gosta de ser acordado então o melhor é que ele acorde por ele mesmo, mas não podia ficar a espera que ele acordasse sozinho se não iria me atrasar.

Ele acordou mal disposto, não quis beber o leite e nem comer o pão, só chorava. Eu tive que me vestir a correr, e preparar a roupinha dele enquanto ele “berrava” na cadeira de alimentação. Tentei dar o biberom com ele ao colo mas ele continuava a não aceitar o leite, então fui vesti-lo e coloquei-o no chão para eu tomar o pequeno almoço e ele continuava a chorar e a querer colo, tentei me despachar o mais rápido possível.

Enquanto eu passava uma base no rosto para não parecer tão feia, ele faz coco e la vamos nós trocar a fralda. Resumindo, consegui sair de casa as 9:00 para levar ele a creche e estar na loja às 9:30.

Então é tudo muito rápido. Estacionei o carro, peguei o Martim e  fui a correr, tirei o casaco,  o gorro e o cachecol pelo corredor, coloquei o bibe, entreguei a Educadora e sai a correr novamente, cheguei na loja às 9:28, ufaaa.

Tive um dia cheio de trabalho, com muitas coisas para fazer,  a minha chefe esteve em loja e já devem a imaginar a correria.

Saí da loja exausta. O André foi buscar o Martim a creche e deixou ele com a minha irmã enquanto ia treinar a bola.

Quando chego o Martim só chora e quer colo, tomei um banho em 5 minutos , e ele a chorar no colo da minha irmã. Me despachei a correr para pegar ele, dei maminha mas ele estava super agitado.

Tentei brincar, tentei dar o jantar, tentei orientar as coisas pro dia seguinte, tentei comer e não consegui nada, ele só queria colo.

Por que ele estava assim? Não sei.

Dei um benuron por que podia ser alguma dor. Troquei a fralda, dei peito, dei água, dei sopa e nada. Eu ja estava exausta fisicamente, mas com ele a chorar e sem saber por que motivo era, já estava a me deixar sem paciência.

O André chegou do treino e eu dei graças a Deus. Mesmo o Martim querendo so a mim, eu tinha alguém para desabafar.

Mas com muita calma o André conseguiu fazê-lo jantar.

O Martim é um menino que não pára, ele é muito ativo, entao ainda teve sempre a mexer em tudo e continuava a  chorar.

DSC_0498[1]

Comi uma torrada bem rápido e fui com ele pro quarto dormir.

Jesus, nessas horas penso em não ter mais filhos.

Ele estava tão agitado e enjoado, levantava e andava, voltava pra cama, mamava e fugia, até que o André pegou nele e consegui fazê-lo dormir no colo.

Só  “consegui descansar ” por volta das 23:30. Mas é claro que as minhas madrugadas não são só a dormir, acordei umas quantas vezes com o Martim a reclamar, a querer mamar, a querer a mamãe dele (Eu).

Hoje o dia começou as 7:30 da manhã, e já estou a todo  vapor.

Desejo um dia mais fácil que ontem, com muito mais amor no coração para eu ser a mãe que ele merece ter.

Quem é mamãe por ai?

Me contem lá como são os vossos dias.

Beijinhos

Poderá também gostar de ler

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *